[Time Square] Alana Boursheid Ravani

 :: Nova York

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Time Square] Alana Boursheid Ravani

Mensagem por Alana Boursheid Ravani em Qui Jan 15, 2015 2:05 pm

Mas que droga. - O tom de desapontamento estava claro em minha voz. No começo eu ainda tinha a ingenuidade de acreditar que talvez só a minha cidade estivesse contaminada, mas depois de alguns meses pela estrada estou temendo que seja o mundo inteiro. Eu havia chego em Nova York há alguns dias e agora eu estava na famosa Time Square. Aquilo parecia mais a rua do terror do que uma rua cheio de edifício brilhantes, cassinos, onde foram parar as luzes? Só haviam zumbis naquele lugar. Pois é, agora eu sei que são zumbis por que encontrei um grupo de sobreviventes quase um mês atras, eles o chamavam assim. Eu não tinha muita escolha, tinha que seguir por essa rua e achar algo que pudesse beber ou comer, antes que meu corpo começasse a ficar fraco.

Desci da moto cautelosamente, tentando não chamar muito atenção e a encostei em um dos postes, se eu andasse com ela pelo lugar seria indiotisse, chamaria muita atenção. Retirei meu crossbow das costas e peguei três flechas e o recarreguei. Comecei a andar um pouco abaixada por entre os carros que estavam perto da calçada, mas um dos zumbis entrou no meu caminho. - Cala a boca, idiota. - Ergui em um gesto automático o crossbow e puxei o gatilho, a flecha enterrou diretamente na cabeça dele. Voltei a me abaixar ao ver que alguns zumbis haviam se virado como se quisessem verificar se havia alguém por ali, como pode isso? Permaneci abaixada e fui me aproximando calmamente do corpo caído no chão, retirei minha flecha da cabeça dele e a sacodi no ar, fazendo com o excesso de sangue saísse da mesma e a coloquei novamente no crossbow. Aquele cheiro de cadáver predominava por toda parte, era horrível. Me levantei só um pouco, mas não permiti que minha altura ultrapassasse a carcaça dos carros e continuei andando cautelosamente.

Meu olhar se fixou em um dos letreiros que indicavam um hotel, não havia nenhum zumbi impedindo a passagem de entrada, mas eu não sabia quantos poderia encontrar lá dentro. Era um risco que eu tinha que correr se quisesse continuar viva. Respirei fundo umas três vezes e me movi de uma maneira rápida até a porta de entrada com o crossbow empunhado em minhas mãos, o meu dedo já estava no gatilho caso precisasse puxa-lo. Abri a porta cautelosamente e a fechei de uma maneira rápida, meus olhos percorreram cada centímetro do saguão. Haviam alguns mortos pelo chão, provavelmente alguém já havia passado por ali. Isso não era um bom sinal, por que talvez pudessem ter acabado com toda a comida e bebida do lugar. Me neguei com a cabeça e segui rumo até as escadarias, de vez enquanto me virava para baixo, verificando se estava sendo seguida por um humano ou zumbi.

Antes de chegar no andar de cima, subi só mais um degrau um pouco abaixada e olhei pela mira que havia em meu crossbow, haviam cinco zumbis perambulando pelo lugar. Voltei a me abaixar e respirei fundo novamente. - 5.. - Aquele número me fez lembrar do meu pai, balancei rapidamente minha cabeça afastando todos meus pensamentos e respirei fundo novamente. - Vamos lá. - Me levantei de uma maneira rápida e usei as três flechas para atirar nos que estavam mais próximos. Em seguida os outros dois começaram a andar até mim, dei alguns passos para tras puxando duas flechas do compartimento que havia em minhas costas, mas só deu para recarregar uma das flechas. Aproveitei para atirar no que estava mais perto e o outro pulou em cima de mim. Minhas mãos seguraram fimemente seus ombros, mantendo a boca dele afastada de mim. Dobrei um pouco um dos joelhos e com um impulso o joguei para tras e com a ajudar do meu pé o empurrei para mais distante de mim. Peguei rapidamente a outra flecha e recarreguei o crossbow, mirei em sua cabeça e disparei. - Graças.. a Deus. - Eu estava arfando.

Fui me levantando aos poucos com a ajuda das minhas mãos na parede. Peguei o crossbow do chão e as flechas que haviam caído, já aproveitei para recarrega-lo e coloquei as que sobraram no compartimento em minhas costas. Fui andando até os zumbis que estavam caídos mais a frente e retirei as flechas de suas cabeças, sacodi retirando o excesso de sangue e as coloquei no compartimento em minhas costas também. Caminhei até uma das portas que indicavam uma das suítes. Levei uma das mãos até a porta e com a outra segurei o crossbow, assim que girei a maçaneta e abri a porta o ergui e percorri com a mira cada centímetro do lugar. Entrei calmamente e fechei a porta atras de mim com o pé, fui andando até o banheiro para chegar se o lugar estava mesmo vazio e um sorriso surgiu em meus lábios ao perceber que sim. Fui andando até a cama que estava desarrumada e me joguei na mesma. - Que saudade disso. - Deixei a besta por cima da mesma e fui me levantando aos poucos. Tirei minha jaqueta de couro e joguei por cima da cama, em seguida minha blusa e minha calça. - Tomara que tenha água nesse lugar. Vamos, só mais um pouquinho de sorte. - Rezei enquanto caminhava até o banheiro e abri o registro. No começo parecia que não iria sair água, mas depois começou a pingar algumas gotas do chuveiro e finalmente ela começou a fluir, um pouco fraca, mas era água. Tirei minhas roupas de baixo e entrei no box. Como aquela sensação de limpeza era boa, nossa, fazia um bom tempo que não tomava um banho decente.

Após um tempo eu já havia saído do banheiro, estava enrolada em uma das toalhas, a única que tinha no lugar e que me parecia limpa. Andei pelo lugar a procura de algo que me fosse útil e achei alguns enlatados dentro do frigobar, que por acaso estava desligado. Havia uma garrafa de água também, parecia intacta. - Eu prometo não reclamar mais, nossa. - Falei em um tom de voz divertido e abri a garrafa, levei a mesma até meus lábios e deixei o líquido jorrar para dentro da minha boca e descer pela minha garganta. A água estava morna, mas era água, pelo menos eu me hidrataria e não morreria de cede. Deixei a garrafa com água pela metade em cima da cama, junto com os enlatados e em seguida me levantei, colocando minha roupa. Assim que terminei andei até um dos armários e os abri, não havia mais nada dentro deles. Revirei meus olhos e voltei para os enlatados que estavam em cima da cama, peguei umas das flechas limpas e usei a ponta para abri-lo. Havia salsichas dentro de um deles. - Nada mal. - Peguei três delas e coloquei diretamente dentro da boca. Usei a mão limpa para colocar algumas mechas de cabelo atras da orelha e continuei mastigando. Enquanto isso voltei a andar pelo lugar, a procura de qualquer coisa que pudesse usar como bolsa, para carregar o restante daquilo. Achei uma no banheiro de tamanho médio que guardavam alguns shampos, retirei os mesmos e coloquei os outros enlatados. Tomei o restante de água e coloquei a garrafa vazia dentro da bolsa, ela poderia me ser útil. Usei a carda que havia em volta da bolsa para prende-la em minha cintura e peguei minha besta. - Hora de continuar. - Ali até que poderia ser um bom lugar para passar a noite, mas com os zumbis perambulando lá por baixo eu não confiava muito.

Abri a porta calmamete e o caminho continuava limpo, assim como eu havia deixado. Fui andando calmamente até a escada e comecei a desce-la, haviam zumbis na porta que eu entrei. - Merda. - Murmurei e tornei a subir antes que chamasse a atenção deles. Voltei para o quarto em que estava e andei até a janela. Eu estava no primeiro andar, era uma distância razoável do chão. Coloquei a besta nas minhas costas e tentei abrir a janela de uma maneira silenciosa. Eu podia enxergar minha moto a uma distância razoável dali, eu só tinha que correr. Haviam zumbis ali em baixo, eu tinha que chamar a atenção deles para outro lugar. - Acho que vai ajudar.. - Pensei em voz alta e corri para o lado de fora da suíte, andei até a metade da escadaria que levava para o andar de baixo e comecei a chamar a atenção deles. Em seguida atirei com duas das flechas no vidro, ajudando ele a quebrar, para que os zumbis entrasse no prédio atras de mim e deixassem limpo onde eu queria pular. Sai correndo de volta para o quarto ao vê-los entrarem no prédio e fechei a porta da suíte. Aos poucos eu escutava alguns barulhos na mesma, eram eles ''batendo''.

Ao ver a rua lá em baixo ficar menos tumultuada por mortos-vivos saltei da janela. Meus pés atingiram o chão com pouco impacto, mas mesmo assim senti minhas pernas tremerem um pouco, em seguida cai no chão e rolei um pouco, mas não tinha tempo para descanso. Me levantei rapidamente e sai correndo em direção a minha moto. Montei na mesma e a liguei, tinha gasolina suficiente para sair daquele lugar. Acelerei o máximo que pude e vi alguns dos zumbis tentarem me seguir.

Encerrado.








avatar
Alana Boursheid Ravani
Nômades
Nômades

Mensagens : 28
Data de inscrição : 14/01/2015

Ficha do personagem
Espécie : Sobrevivente
Energia :
50/120  (50/120)
Vida :
70/120  (70/120)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Nova York

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum